terça-feira, 31 de julho de 2012

Descoberto o cemitério mais antigo do mundo

Restos de Homo heidelbergensis ( 300.000 a 500.000 anos) com meia mandíbula humana, um Occipital , a terceira falange do dedo mínimo do pé e um úmero. / J. Mestre



Os diretores das escavações de Atapuerca, na Espanha, anunciaram a descoberta do santuário mais antigo do mundo após encontrarem de restos mortais humanos enterrados numa zona nos arredores da montanha de Burgos. Os achados são a terceira falange distal do pé de uma criança, partes de uma mandíbula, um osso occipital e um úmero.


Estes restos pertencem a indivíduos da espécie Homo Heidelbergensis, que habitaram a região há 300 mil e 500 mil anos, e cuja escavação é considerada a maior em quantidade de fósseis humanos em todo o planeta. 


Esta descoberta permite comprovar que o local conhecido como Sima de los Huesos foi o primeiro lugar de sepultamento da humanidade e também pode ser considerado o primeiro santuário, levando-se em conta as evidências de rituais funerários ali realizados.


O sepultamento de corpos é considerado um dos marcos fundamentais da sociedade humana como ela é atualmente conhecida. Por conta disso, a descoberta em Atapuerca constitui a prova mais antiga de um comportamento simbólico de ritual funerário.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...