quinta-feira, 16 de abril de 2015

Mistério do planeta anão: pontos de luz têm origens diversas


 
Apelidadas como “luzes alienígenas” na superfície, ou Feature 1 e Feature 5, mostram raios brilhantes em relação ao resto de Ceres.
 
 
Dois pontos de luz diferentes na superfície do planeta Ceres (ou Anão) revelam informações importantes sobre sua formação. 
 
 
Os cientistas descobriram que as luzes têm diferentes origens, mostrando a presença de materiais diversos no corpo celeste de acordo com novas imagens divulgadas pela Nasa. As informações são do Daily Mail.  


As fotos foram capturadas a 45 mil quilômetros de distância e mostram que o par de brilhos têm propriedades diferentes de temperaturas – após terem sido capturadas em infravermelho. 
 
 
As imagens fazem parte do primeiro mapa colorido de Ceres, mostrando variações de materiais da superfície, e revelando os diversos processos que ajudaram a moldá-la. 
 
 
“O planeta anão não é somente uma pedra inerte. É ativo, tendo sofrido processos que resultaram em diferentes materiais em diferentes regiões”, explicou Chris Russel, da Universidade da Califórnia.


Apelidadas como “luzes alienígenas” na superfície, ou Feature 1 e Feature 5, mostram raios brilhantes em relação ao resto de Ceres, mas na região 1 faz-se mais frio que toda a superfície (já a cinco tem temperatura similar). 


No mês passado, cientistas disseram que este par de pontos brilhantes misteriosas poderia ser altaneiro 'vulcões de água’, quando os flashes cativaram a atenção de cientistas. 


Apesar das novas descobertas desta semana, a origem ainda permanece desconhecido. “Os pontos brilhantes continuam a fascinar a equipe de cientistas, mas vamos ter que esperar até que nos aproximamos e formos capazes de determinar a sua origem”, disse Chris Russell. 


Imagens recentes da sonda ‘Amanhecer’ revelam a feature 5 em vários ângulos como a rotação de asteroides. 


Os raios de luz são visíveis mesmo quando eles estão perto da borda de Ceres, o que sugere que eles devem estar muito acima da superfície e não no fundo de uma cratera de impacto, como se acreditava anteriormente.
 
 
 
 
 
Fonte: Terra

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...