terça-feira, 16 de setembro de 2014

Imagem de espíritos de mãos dadas causa polêmica na Internet

 Os supostos espíritos aparecem à direita da foto, entre duas touceiras de mato.


A imagem de um acidente com duas mortes, ocorrido no fim de agosto na PR 180, próximo de Goioerê, está causando polêmica na Internet. 


Publicada pelo site Goionews, a foto da tragédia está chamando a atenção porque, para muitas pessoas, é possível enxergar duas pessoas de mãos dadas no alto de um barranco - onde, segundo testemunhas, não havia ninguém no momento da foto.


Circulam na web comentários tentando explicar o fenômeno. Para alguns, trata-se da alma das duas mulheres que morreram na colisão - Edna Silva Amaral e Leonice de Lara. 


Outros sugerem que, como o filho de Edna faleceu em um acidente nas proximidades do local em que Edna também perdeu a vida, a imagem mostraria o filho vindo buscar a mãe. Há também quem diga que tudo não passa de ilusão de ótica.




Fonte: O Diário

Descoberto monumento de pedra com 5000 anos em Israel


 
 
Um monumento de pedra em forma de meia-lua, que remonta há cerca de 5.000 anos foi identificado em Israel.
 

Localizado a cerca de 13 quilômetros a noroeste do Mar da Galileia, a estrutura é enorme - o seu volume é de cerca de 14 mil metros cúbicos e tem um comprimento de cerca de 150 metros.
 
Olaria escavada na estrutura aponta para as datas monumento situadas entre 3050 aC e 2650 aC, o que significa que é provavelmente mais antigo que as pirâmides do Egito. Também foi construída muito ante da construção de Stonehenge.
 
Os arqueólogos pensavam anteriormente que a estrutura era parte de um muro da cidade, mas o trabalho recente realizado por Ido Wachtel, da Universidade Hebraica de Jerusalém, indica que não há cidade perto e que a estrutura é um monumento de pé. 
 
"A interpretação proposta para o sítio é que ele constituiu um marco importante na sua paisagem natural, servindo para marcar a posse e afirmar a sua autoridade e os direitos sobre os recursos naturais por uma população rural ou pastoral local", afirma Wachtel.
 
A forma de lua crescente da estrutura destacava na-se paisagem e pode ter tido uma importância simbólica, uma vez que o crescente lunar é um símbolo de um antigo deus da lua Mesopotâmia chamado Sin, disse Wachtel.
Uma cidade antiga chamada Bet yerah (que significa "casa do deus da lua") está localizada a apenas um dia de caminhada do monumento. Como tal, o monumento pode ter ajudado a marcar as fronteiras da cidade.
 
"A estimativa de dias de trabalho investido na construção do monumento situa-se entre 35.000 dias na estimativa inferior e 50.000 no estimativa superior", disse Wachtel.
 
Se a estimativa mais baixa estiver correta, significa que uma equipa de 200 trabalhadores antigos teria precisado de mais de cinco meses para a construção do monumento, uma tarefa que seria difícil para as pessoas que dependiam de culturas para sua subsistência.
 
Na época em que esse monumento foi construído, o local de Bet yerah estava localizado a apenas 29 km de distância. Bet yerah era uma grande cidade com um plano de rede e sistema de fortificação, de acordo com um estudo detalhado em 2012 no Journal of Near Eastern Archaeology.
 
Os seus habitantes negociaram com os primeiros reis do Egito, visto em vários artefatos, incluindo um jarro com uma inscrição hieroglífica. O nome Bet yerah indica que estava associada ao deus da lua.
 
No entanto, é incerto se a cidade realmente tinha esse nome há 5.000 ano. No artigo de 2012, os pesquisadores disseram que o nome "Bet yerah" foi gravado em textos rabínicos judeus com 1.500 anos de idade.
 
 
 
 

Ingleses encontram casal de esqueletos de mãos dadas em capela medieval









Dois esqueletos com os braços entrelaçados foram encontrados em uma capela em Hallaton, Leicestershire, na Inglaterra. Acredita-se que o casal tenha sido enterrado há cerca de 700 anos.


Os esqueletos foram encontrados na capela nomeada como St Morrell, um local que até então não se tinha muita informação, mas que pode ter sido usado como ponto de peregrinação na vila de Hallaton durante o século 14.


"Encontramos esqueletos similares a esses anteriormente em Leicester", afirmou Vicky Score, uma arqueóloga da Universidade de Leicester em entrevista para o jornal Daily Mail. 


"O estranho é o local em que esses foram enterrados. Há uma boa igreja na vila de Hallaton, então por que ir até até uma capela afastada? Talvez fosse um lugar especial", completa Score. 


Uma das teorias para o possível motivo do casal ter sido enterrado no local, é que a área pode ter sido usada como alternativa caso os corpos fossem recusados ao sepultamento na igreja matriz. Talvez por serem criminosos, doentes ou estrangeiros.


Os esqueletos têm aproximadamente a mesma idade, mas é preciso fazer uma análise mais profunda para saber ao certo quantos anos cada um tinha no momento da morte. Além do casal, foram descobertos outros nove corpos no local.


Os pesquisadores também descobriram no local um crachá com a inscrição "Morrell", o que pode confirmar a hipóteses de que o lugar era uma área de peregrinação.


O primeiro registro sobre a capela em Hallaton data de 1532. Para encontrá-la foi preciso apenas juntar as evidências históricas e, em seguida, investir na parte geofísica para captar imagens aéreas e conseguir localizar onde as escavações deveriam ser feitas.


As escavações encontraram paredes e pavimentos de mosaicos da capela, bem como fragmentos de alvenaria de pedras, azulejos e chumbo das janelas. 


Um certo número de moedas de prata que datam entre os séculos 11 e 15 também foram encontradas no local, o que pode dar uma  pista de qual período a capela estava em uso.



Fonte: UOL

Arqueólogos descobrem prisão do 'Conde Drácula'

Castelo de Tokat


Uma equipe de arqueólogos envolvidos em escavações sob o castelo de Tokat, na Turquia, anunciou a descoberta de um túnel que conduz a duas celas secretas. 


Em um destes calabouços, teria sido detido o príncipe Vlad III (1431-1476), que era apelidado de "O Empalador" por conta de sua crueldade e serviu de inspiração para o personagem Conde Drácula, do escritor irlandês Bram Stoker.


Segundo algumas reconstruções históricas, o então governante do território que corresponde à atual Romênia, feroz combatente contra as invasões do Império Otomano, teria sido capturado pelos turcos em meados do século XV e mantido como prisioneiro em Tokat.


Em entrevista ao jornal "Hurriyet", o arqueólogo líder das escavações, Ibrahim Cetin, disse que o castelo está completamente rodeado de túneis e celas secretos. Ele se mostrou convencido de que por uma delas passou o príncipe. "Mas é difícil saber em qual", acrescentou.


Vlad III tinha como sobrenome "Draculea", que em romeno significa "filho do dragão", em referência à ordem cristã à qual seu pai, Vlad Dracul, se juntou para enfrentar os otomanos.




Fonte: Rede TV

Missa satânica terá lotação máxima nos EUA



A igreja satanista Dakhma of Angra Mainya, em Oklahoma (EUA), anunciou que vendeu todos os 88 ingressos para a "missa negra", evento que acontece no próximo dia 21 e, segundo seu website, será "iluminador e educacional". As informações são do Metro.uk.


O padre Adam Daniels acredita que o ritual representa progresso para os adoradores do diabo. "O objetivo do evento é dar continuidade ao movimento satânico - continuar lutando por nosso direitos de liberdade de religião", disse o padre.


A "missa negra" terá linguagem obscena, segundo um dos líderes da igreja, além de diversos rituais satânicos. O grupo Dakhma of Angra Mainya é um das diversas comunidades satanistas ativas no estado.



Fonte: Rede TV

Vídeo flagra momento em que “fantasma” aparece em castelo no Reino Unido



Um vídeo misterioso tem ganhado repercussão na web. Ele mostra um suposto fantasma flutuando na entrada de um castelo antigo.


Na gravação, a figura escura pode ser percebida aparentemente caminhando lentamente na entrada do Castelo de Dover, em Kent, no Reino Unido. A cena foi postada no YouTube, e logo ganhou repercussão.


A legenda do vídeo afirma que não se trata de uma farsa. “Foi filmado por câmeras de segurança no Castelo de Dover”, dizia.


Um usuário comentou dizendo que parecia que o fantasma “tentava se manifestar”. “Pode-se ver como as pernas estavam realmente caminhando”, completou.






Fonte: Gadoo

Luz misteriosa é vista no céu de diversas regiões dos EUA


Testemunhas disseram que a luminosidade se movia muito devagar para ser um meteoro e que a luz pareceu se pulverizar de forma bastante incomum.
 
 
Uma luz misteriosa causou curiosidade e espanto em diversos americanos que comentam e postam fotos nas redes sociais do feixe iluminado que apareceu ao longo do final de semana em diversos estados do país. Com informações do Daily Mail.


Inúmeros relatos contam que luzes avermelhadas e azuladas cruzaram o céu entre San Francisco e Washington desde a última sexta-feira. Já o site da Sociedade Americana de Meteoros foi inundado com perguntas e fotos de testemunhas relatando ter visto luzes amareladas ou esbranquiçadas.


Testemunhas disseram que a luminosidade se movia muito devagar para ser um meteoro, e que a luz pareceu se pulverizar de forma bastante incomum, não parecendo se tratar de uma estrela cadente. O cientista Bing Quock, do planetário Morrison da Academia de Ciências da da Califórnia, disse que ele precisa analisar melhor as evidências.


“Olhando para o site da sociedade de meteoros, parece que a luz se trata de algo incomum, com uma espécie de calda maior do que o comum. Talvez seja um pedaço de lixo espacial ou um míssil em teste”, disse.


Algumas teorias levantadas foram de um possível míssel durante um teste ou lixo espacial secreto que tenha caído na órbita terrestre. Porém, a Força Aérea Americana com base em Vandenburg disse que não foram realizados testes neste final de semana.


A Nasa ainda não se pronunciou sobre o assunto.


 
 
Fonte: Terra

Suposto 'monstro do Lago Ness' ressurge em águas da Inglaterra



 
Uma foto tirada em um lago da região de Windermere, na Inglaterra, intrigou muito moradores e repercutiu em todo o mundo graças à presença de uma figura inusitada. Em meio à bela paisagem das límpidas águas do local, aparece um ser muito semelhante ao lendário 'monstro' que outrora habitou a Escócia.

Na imagem, capturada em um centro turístico, é possível ver parte do ser acima da água. Segundo o Mail Online, o fotógrafo registrou a imagem na última semana. O rapaz teria pedido para permanecer em anonimato.

A lenda acerca do 'Monstro do Lago Ness' surgiu em meados do século VI. Entretanto, um dos primeiros relatos do encontro da criatura com um ser humano seria de 1880. Outros relatos foram surgindo ao longo do tempo e, mesmo sem uma comprovação oficial de sua existência, muita gente crê que o montro ainda habita o lago escocês.
 
 
 
 
 
Fonte: Rede TV

Cientista envia mensagem telepática a mais de oito mil quilômetros de distância



O avanço da tecnologia permitiu que um cientista indiano enviasse uma mensagem pela internet a outro colega de trabalho, na França, utilizando somente o poder da mente. 


O trabalho conjunto de uma equipe internacional de cientistas conseguiu fazer o envio dessa mensagem, através da internet, a mais de oito mil quilômetros de distância, usando ondas cerebrais. 


Para isso, os especialistas utilizaram fones de ouvido de eletroencefalografia (EEG), o que permitiu registrar a atividade elétrica neuronal do cérebro emissor e transformar as palavras “olá” e “adeus” aos impulsos equivalentes do código binário.


Baseando-se na natureza particular da atividade cerebral com palavras específicas, os cientistas conseguiram conectar, várias vezes, diferentes interfaces ao cérebro através do EEG. 


O primeiro voluntário, de Trivandrum, capital do estado indiano de Kerala, escolheu uma palavra e enviou o pensamento em forma de mensagem a outro voluntário, localizado em Estrasburgo, na França. 


Enquanto isso, um programa traduziu as ondas cerebrais do emissor ao código binário e transmitiu o resultado, pela internet, até um dispositivo que estimulou eletricamente o cérebro do receptor, traduzindo, ao mesmo tempo, o código binário para ondas cerebrais. 


A mensagem final apareceu na extremidade de um dos olhos do receptor, em forma de um flash de luz. A intensidade de frequência com que foi visualizado permitiu ao sujeito decifrar a informação recebida.


Essa tecnologia é resultado de um desenvolvimento conjunto de um projeto entre a Universidade de Barcelona, a empresa francesa Axilum Robotic, a faculdade de medicina de Harvard e a empresa espanhola Starlab Barcelona.




Fonte: History

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Animais novamente aparecem mortos e mutilados na Argentina




El Sombrerito: bovino é encontrado mutilado


“Quecho” Bertinat, morador do distrito da localidade de El Sombrerito, enviou a fotografía de um bovino de sua propiedade que encontrou mutilado.
Segundo “Quecho” Bertinat, “Retiraram somente a língua e o sangue, não havia rastro de nada, nada. Eu pessoalmente não acredito em certas coisas sobrenaturais, mas tenho que passar a crêr. Muitas perguntas e nenhuma resposta”.




Apareceu outro bovino mutilado no distrito de El Sombrerito

Antes aconteceu na propriedade rural de “Quecho” Bertinat, morador do distrito da localidade de El Sombrerito. Agora, a poucos quiilômetros, em outra fazenda de gado, aconteceu algo idêntico.
Gustavo Nardelli, proprietário de um campo no distrito de El Sombrerito, contou que ”Na sexta fui verificar minhas vacas como faço no meio do dia. Na quinta estavam todas, mas na sexta-feira encontrei um novilho como aparece em todas as outras mutilações, na parte posterior, a boca aberta e sem língua. Não havia corvos, nem carcarás. Nem o cachorro que estava comigo quis comê-lo.” “Também não havia rastros de que o animal tivesse intentado algo ou sofrido um ataque, não havía nenhum rastro, caiu seco” afirmou Gustavo.





Encontraron um leitão com diferentes mutilações em Guadalupe Norte


Juana Galeano, moradora da comunidade de Flor de Oro – distrito Lanteri –, se comunicou com a Rádio Amanecer para informar sobre a aparição de um leitão morto com diferentes mutilações. Foi num criadouro de porcos de propriedade de seu irmão na localidade de Guadalupe Norte. O animal apresentava numerosos cortes profundos e não havia rastros de sangue.


Tradução: Carlos de Castro



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...