sexta-feira, 31 de outubro de 2014

13 casas assombradas reais e suas histórias de terror



O fotógrafo Seph Lawless é um mestre do abandono. Seus trabalhos são retratos misteriosos de shoppings, fábricas e casas abandonadas. Construções dilapidadas, vazias, quase esquecidas. Normalmente, o fotógrafo viaja pelos Estados Unidos em um veículo híbrido, portando apenas uma câmera e a habilidade especial de coletar histórias sombrias em suas aventuras ao longo do caminho.



Com base nesse trabalho, não seria uma surpresa que os registos de Lawless fossem carregados de contos fantasmagóricos. Explorador de ruínas urbanas, o fotógrafo foi obrigado a visitar propriedades aterrorizantes, mergulhando em experiências que muitos seriam incapazes de suportar. Com a chegada do Dia das Bruxas, Lawless apresenta ao público seu novo livro, um compilado de imagens assustadoras intitulado 13: An American Horror Story - em português, Uma História de Horror Americana.

Essencialmente sombrio, o livro resgata histórias macabras de Ohio, Texas, Nova York, Pensilvânia, Michigan, Kentucky, Wisconsin e Connecticut. Retratos e histórias de casas assombradas reais que Lawless visitou ao longo dos anos, detalhando acontecimentos obscuros e únicos. Veja um resumo da publicação, disponível para compra no site do fotógrafo.
 
 
Michigan
 
 
 
Em 1941, a Mansão Haught em Brush Park, Michigan, foi usada como bordel de luxo para cavalheiros. Anos mais tarde, vários corpos foram encontrados no porão da casa. Cada corpo foi marcado com um círculo perfeito sobre as áreas do tronco e peito.
 
 
Kentucky
 
 
 
A história da família Sayer é digna de filme. Mesmo depois do suicídio em conjunto dos pais, os quatro filhos do pequenos não abandonaram a propriedade, crescendo e sobrevivendo de forma independente por mais de uma década.
 
 
Ohio
 
 
 
Em 1958, Benjamin Albright atirou e matou o próprio filho por acidente. Consumido pela culpa, posteriormente o homem assassinou a esposa e cometeu suicídio, deixando a Casa Nova vaga desde então.
 
 
Michigan
 
 
 
Localizada em Detroit, Michigan, a propriedade da foto foi o palco de um triplo assassinato em agosto de 1942.
 
 
Texas
 
 
 
Quando transformada em hospedaria na década de 1970, a mansão assombrada Hooley serviu de lar para uma série de assassinatos estranhos.
 
 
Ohio
 
 
 
Durante muitos anos, a Mansão Milan, em Ohio, foi encarada pelos habitantes da cidade como uma casa de bruxaria. Segundo os próprios moradores, a proprietária era uma bruxa praticante. Segundo a lenda, a Bruxa de Milan foi enterrada embaixo da casa.
 
 
Pensilvânia
 
 
 
Uma mansão cheia de bonecas, serras de metal e ferramentas organizadas em todos os cômodos da propriedade. Este é o cenário da assustadora Casa das Bonecas, em Filadélfia, Pensilvânia.
 
 
Connecticut
 
 
 
A Mansão Bailey, em Hartford, Connecticut, é a casa assombrada que inspirou a série de televisão American Horror Story.
 
 
Ohio
 
 
 
Esta casa em Cleveland, Ohio, foi onde serial killer Michael Madison torturou e matou suas vítimas.
 
 
Pensilvânia
  


 
Esta é a Mansão da família Oliver em Chester, Pensilvânia. Em 1898, a família desapareceu. O mistério nunca foi solucionado pelos investigadores e corpos nunca foram encontrados, todavia, os moradores da cidade afirmam que membros da família aparecem nas janelas da construção.
 
 
Ohio
 
 
 
Esta casa em Akron, Ohio, foi onde cresceu um dos assassinos em série mais notórios da história americana, Robert Berdella (também conhecido como o Açougueiro de Kansas City). Em seu perfil psiquiátrico na prisão, Berdella falou da infância difícil. Especificamente, ele mencionou o estupro que sofreu aos 16 anos, um ato que estimulou seu desejo de matar.
 
 
Nova York
 
 
 
Foi na casa Estates em Buffalo, Nova York onde o xerife local Donald Atend cometeu suicídio. Em 1968 a propriedade foi posta à venda, permanecendo vaga desde então. Segundo os moradores da cidade, é possível ouvir vozes de dentro da casa regularmente.
 
 
Ohio
 
 
 
Esta casa abandonada ao leste de Cleveland, Ohio, serviu de abrigo para os corpos das vítimas assassinadas pelo serial killer Anthony Sowell. Agora demolida, a propriedade assustou durante anos os moradores da cidade, incomodados com os gritos e ruídos que vinham da casa.
 
 
 
 
Fonte: Brasil Post

Castelos assombrados comemoram Halloween na Itália

Castelo da Rotta (foto: Ansa)
 
 
Locais guardam histórias de fantasmas e lendas de terror.
 
 
A Itália oferece uma alternativa para as comemorações de Halloween, que se celebra dia 31, com viagens para descobrir castelos, mosteiros e casarões históricos do país e suas histórias assombrosas.
 
 
A viagem pode começar na região do Piemonte, no castelo da Rotta, localizado a 10 quilômetros de Moncalieri. O local foi construído no século 14 e atualmente está abandonado, mudou muitas vezes de proprietário. Ele já pertenceu aos Templários, Cavaleiros de Malta e a família Savoia.
 
 
O castelo, palco de muitas batalhas, de prisão e de um amor infeliz e trágico de uma mulher morta de forma bárbara, tem a fama de ser o "local mais infestado [de fantasmas] da Itália" devido a seus barulhos e as assombrações de um nobre suicida, um monge morto durante uma batalha, uma idosa acusada de matar uma criança e um cavaleiro armado com sede de vingança.
 
 
Castelo Rivarolo Canavese, conhecido como o "Malagá"
 
 
Ainda na mesma região é possível conhecer o castelo Rivarolo Canavese, conhecido como o "Malagá", no qual vaga o fantasma de uma jovem mulher, morta a pedido do marido, que com remorso e assustado com a assombração da mulher acabou por se matar. Durante a noite, neste castelo é possível ouvir gritos, barulhos, passos, já durante o dia dá para conhecer a silenciosa biblioteca. 
 
 
Castelo de Fenis (foto: Ansa)
 
 
Na região do Vale de Aosta se localiza um dos castelos mais belos da Itália, o de Fenis, famoso pela sua arquitetura cenográfica com uma muralha dupla que cerca o prédio principal e várias torres.
 
 
Este castelo é aberto ao público que pode visitar a capela e os cômodos elegantes do primeiro andar, já o segundo, que servia de dormitório de servos e soldados, não está aberto ao público, e é justamente de lá que surgem barulhos estranhos. Este local já serviu como set cinematográfico.A Ligúria é uma região do norte da Itália com muitos castelos ligados a histórias trágicas e lendas assustadoras.
 
 
Interior do castelo Malaspina di Fosdinovo (foto: Ansa)
 
 
O mosteiro de Torba, na localidade de Gornate Olona, na região da Lombardia, também é protagonista da muitas lendas. Na cidade de Bergamo, no belo castelo de Malpaga, será realizado amanhã, para comemorar o Halloween, um jantar e uma caça aos fantasmas.




Fonte: Ansa

Fantasma de Natalie Wood visita iate que pertenceu à atriz





A investigação sobre a morte de Natalie Wood foi reaberta em 2011. Àquela época, a morte da atriz era tida como "acidental". Um ano depois, ela foi alterada para "indeterminada". 
 
 
A atriz foi encontrada morta, aos 43 anos, em novembro de 1981, boiando em uma enseada da Ilha Catalina (Califórnia, EUA). Na época, os legistas concluíram que se tratava de um afogamento acidental, após ela ter caído do iate, do qual Natalie era dona juntamente com o ator Robert Wagner, o seu marido.


O caso continuará um mistério. E ganhou mais uma dose de suspense depois que o site "Radar" ter publicado que o atual dono do iate Splendour está bastante assustado. Segundo ele, a embarcação tem sido constantemente visitada pelo "fantasma" de Natalie.


"Eu me cortei misteriosamente duas vezes no barco. Tive quedas estranhas. Eu não tenho outra explicação senão o fantasma de Natalie Wood!", relatou ele.

Em uma viagem ao Havaí, o dono da embarcação teve que recorrer a dois padres, para "afastar o espírito".

"Alguma coisa se sentou na cama e depois saiu", relatou ele, decidido a vender o iate "assombrado".


A polícia de Los Angeles (Califórnia, EUA) decidiu reabrir o inquérito sobre a morte de Natalie Wood após a publicação do livro do capitão do barco, Dennis Davern, no qual ele diz: "Eu acredito que Robert Wagner (o marido da atriz) estava com ela até o momento em que ela caiu na água".


Em depoimento, Davern afirma que houve uma discussão no iate entre ele e o ator Christopher Walken. Mas o novo livro diz que, depois disso, a atriz foi dormir e em sua cabine houve mais brigas e aparentemente uma luta.


Segundo o capitão, a briga foi para o fundo do navio e depois parou. E ele ainda afirma que Wagner demorou horas para pedir ajuda depois que Natalie sumiu.


Analisando a autópsia, a reportagem da CBS sugeriu que a atriz poderia já estar inconsciente quando caiu na água.


Estrela de Hollywood, Natalie Wood foi indicada ao Oscar de atriz coadjuvante por seu papel no clássico "Rebelde sem causa" (1955), contracenando com James Dean. Também seria indicada duas vezes ao Oscar de melhor atriz, por "Clamor do sexo" (1961) e "O preço de um prazer" (1963). 
 
 
 
 
 

Zoológico chama exorcista após carneiro de 4 chifres deixar visitantes apavorados






Carneiro de 4 chifres supostamente possuído por espírito maligno tem causado pânico em zoológico do Reino Unido, que está chamando exorcista para resolver problema



Funcionários de um jardim zoológico chamaram um exorcista para tentar conter as ações de um espírito maligno em um carneiro de quatro chifres.


Coisas estranhas começaram a acontecer no Hatton Adventure World, em Warks (Reino Unido), quando o carneiro de 18 meses de idade, chamado Devlin foi levado ao zoológico apenas algumas semanas atrás.


Funcionários notaram que o carneiro era bastante agressivo e atacava todos que se aventuram a chegar perto.

.
Um fato estranho chamou atenção, quando a água de sua tigela começou a borbulhar na presença do animal, e um visitante relatou ter ouvido o carneiro “rosnar”, com um som totalmente incomum para a espécie. O visitante foi dito ter deixado o jardim zoológico em lágrimas após o incidente.


Seus quatro chifres também têm chamado atenção, embora sejam normais para sua raça, nativa da Ilha de Man.


Um porta-voz do zoológico disse: “Desde que Devlin chegou temos notado vários acontecimentos estranhos aqui. 


Os funcionários foram orientados a se aproximar dele com cuidado, e em dupla, quando forem alimentá-lo. As coisas ficaram tão ruins que nós estamos em processo de contato com especialistas exorcistas para vir e ver se Devlin está possuído.”




Fonte: Gadoo

Conheça a 'Cidade das Bruxas', nos Estados Unidos


 Em 1692, mais de 300 pessoas foram presas e torturadas cruelmente, em Salem, para que confessassem o crime de bruxaria - Foto: Christine Zenino


Um dos passeios mais requisitados pelos turistas é a visita noturna aos cemitérios de Salem, onde as supostas bruxas foram enterradas - Foto: Greg Westfall


Apenas durante a noite do dia 31 de outubro, os cemitérios de Salem recebem mais de 400 curiosos - Foto: Tim Bouwer


Quem gosta de história não pode perder uma encenação teatral, que acontece diariamente, contando os fatos que deram fama a cidade - Foto: Christine Zenino


O Museu das Bruxas de Salem possui o acervo mais completos sobre fatídico caso de 1692 - Foto: Doug Kerr


Ao longo do percurso, os visitantes passam por vários locais simbólicos, entre eles o Museu das Bruxas, o Memorial em homenagem as vítimas, o Cemitério das Bruxas e a Igreja de Salem - Foto: Doug Kerr


O caso de histeria coletiva ficou tão famoso que ganhou um filme e uma peça teatral com o nome da cidade, "As bruxas de Salem" - Foto: Lisa Jacobs


Mais de 300 pessoas foram presas e torturadas cruelmente para que confessassem o crime de bruxaria durante o surto de acusações - Foto: Nick Ares


Salem ficou conhecida mundialmente como 'Cidade das Bruxas' depois de um massacre contra pessoas acusadas de feitiçaria - Foto: Josh McGinn


O percurso realizado por estas pessoas e os locais onde ocorreram as torturas e execuções foram interligados através de uma linha vermelha pintada no chão que marca o trajeto das vítimas - Foto: Nick Ares
 
 
O Halloween é comemorado hoje, porém em Salem ocorre todos os dias. A 'cidade das bruxas' ganhou fama após uma acusação de feitiçaria gerar histeria coletiva no local, no século XVII. Atualmente, a cidade oferece aos turistas um 'roteiro da morte'.
 
 
Afinal, as bruxas existem ou não? Longe das telas do cinema há controvérsias, mas no passado muitas pessoas perderam a vida de forma cruel sendo acusadas de bruxaria.


A cidade de Salem, em Massachusetts, nos Estados Unidos ficou conhecida mundialmente como 'Cidade das Bruxas' depois de um massacre em que centenas de pessoas foram torturadas e mais de uma dezena foram mortas após serem acusadas pelo crime de bruxaria.


Localizada a 30 quilômetros de Boston, a cidade com 40 mil habitantes virou a Meca para fãs do assunto e recebe anualmente milhares de turistas interessados em conhecerem a triste história. Entre março e outubro de 1692, mais de 300 pessoas foram presas e torturadas cruelmente para que confessassem o crime de bruxaria.


Destas, 19 foram enforcadas ou mortas durante as torturas. A paranoia na época foi tão grande que até dois cachorros foram executados depois serem acusados de estarem possuídos pelo demônio. O massacre só terminou após o Tribunal de Justiça do Estado intervir no juizado local e ordenar o fim do julgamento.


O percurso realizado por estas pessoas e os locais onde ocorreram as torturas e execuções foram interligados através de uma linha vermelha pintada no chão que marca o trajeto das vítimas. Apelidado de "caminho da morte", a linha possui 3,5 quilômetros e pode ser percorrida durante uma tarde pelos turistas.


Ao longo do percurso, os visitantes passam por vários locais simbólicos, entre eles o Museu das Bruxas, o Memorial em homenagem as vítimas, o Cemitério das Bruxas, a Igreja de Salem, além de restaurantes, bares e uma tradicional cervejaria artesanal da cidade.


Outro passeio muito requisitado pelos turistas é a visita noturna aos cemitérios de Salem, onde as supostas bruxas foram enterradas. Apenas durante a noite do dia 31 de outubro, o local chega a receber mais de 400 curiosos.


Quem gosta de história não pode perder uma encenação teatral, que acontece diariamente, contando os fatos que deram fama a cidade. A apresentação é feita nas ruas próximas ao Museu das Bruxas de Salem e surpreende os turistas mais desatentos. Assim como os atores caracterizados com roupas da época surgem "do nada", eles também desaparecem sem deixarem vestígios.



Histeria coletiva



Afinal, por que tantas pessoas foram acusadas de bruxaria? O episódio começou após algumas meninas ingerirem um pão contaminado pelo fungo Claviceps purpurea que atualmente é utilizado na fabricação da droga LSD.


Na época, não havia conhecimento dos seus efeitos alucinógenos e com isso, as garotas foram acusadas de bruxaria. Após a notícia sobre as bruxas se espalhar pela cidade, a histeria coletiva tomou conta dos moradores locais e centenas de pessoas foram acusadas indiscriminadamente pelo suposto “crime”.


O caso de histeria coletiva ficou tão famoso que ganhou uma peça teatral e um filme com o nome da cidade, "As bruxas de Salem". Filmado em 1996, o drama mostra o poder da histeria coletiva numa cidade. No enredo do longa-metragem, as pessoas aproveitam a onda de acusações para prejudicar seus rivais.
 
 
 
Fonte: Eco Viagem

Britânico fotografa sobrinha em castelo e acha “fantasmas”

 
Ele afirma ter tirado outras fotos, em sequência, em que os supostos fantasmas não mais aparecem.
 
 
Um britânico ficou assustado ao perceber a possível presença de dois fantasmas em uma foto tirada da sobrinha brincando em um parque, ao lado do Castelo Tamworth, em Staffordshire. 


Segundo ele, as figuras “brancas acinzentadas” parecem andar pelo gramado com um escudo na mão. As informações são do The Mirror.


Richard Jones, 38 anos, estava passeando ao redor do Castelo com três sobrinhos e tirou a fotografia da pequena Amy brincando com os pássaros. 


Depois percebeu que havia a presença de pessoas “estranhas” e, ao dar zoom, acredita se tratar de dois fantasmas de “cavaleiros” – o que relacionou ao fato de estarem próximo ao Castelo e com um possível escudo na mão, que aparece mais branco do que o restante da imagem.


“Estava um dia lindo e saímos para passear. Eu só fui perceber a presença dos fantasmas muito depois”, contou Jones.


Jones tirou outras fotos em sequência, mas as figuras não aparecem. "Eles aparecem lá nesta imagem e, um minuto depois, desapareceram. Não estão em nenhuma das outras fotos tiradas ali", acrescentou a irmã do britânico, Esther, mãe da criança na foto.




Fonte: Terra

No Halloween, crânios são achados com livros sobre satanás e bruxaria

Crânios humanos com livros sobre satanás e bruxaria foram achados em estação de tratamento de lixo (Foto: Stamford Police Department/AP)


Objetos foram achados em estação de tratamento de lixo. Caso ocorreu na cidade de Stamford, no estado do Connecticut.

Na véspera do Halloween (Dia das Bruxas), a polícia de Stamford, no estado do Connecticut (EUA), encontrou na noite de quinta-feira (30) dois crânios humanos com livros sobre satanás e bruxaria em uma estação de recolhimento de materiais para reciclagem.


Um funcionário encontrou os crânios enquanto separava o lixo. Os crânios foram enviados para serem periciados. Investigadores isolaram a área para investigar, já que um médico legista confirmou que eles são humanos.



Fonte: G1

Satanistas tentam "adotar" gatos pretos para ritual no Halloween



Um abrigo de animais de Budapeste, cheio de solicitações de adoção de gatos pretos antes do Halloween, descobriu que os pedidos provinham de grupos satanistas e decidiu não entregar nenhum deles antes da festa celebrada nesta sexta-feira.


"Infelizmente, esses gatos são adorados pelos satanistas, que querem sacrificá-los em rituais de magia negra no período de Halloween", uma celebração de inspiração pagã que coincide com o Dia de Todos os Santos católico, indicou Kinga Schneider, diretora da Arca de Noé, o maior abrigo de animais da Hungria.


O abrigo percebeu que a cada ano o número de adoções de gatos pretos crescia antes da festa. "Então decidimos não dar qualquer gato entre meados de outubro e meados de novembro", explicou Schneider, cujo site mostra um gato com uma cruz vermelha durante o período crítico. Segundo ela, depois de Halloween, estes estranhos candidatos para a adoção "nunca voltam".






Fonte: Em Resumo

O satanismo e seus mistérios. Por que temos tanto medo de tudo que há a respeito?



Rumores sobre a realização de missas com suposta “magia negra” ou culto a entidades consideradas “do mal” sempre despertaram medo e curiosidade ao longo dos séculos. 


Recentemente, um grupo de satanistas está gerando uma grande polêmica na cidade de Oklahoma (EUA), onde uma cerimônia pública do culto satanista, ocorrida no mês passado, causou vários protestos. 


Para participar da cerimônia era necessário um bilhete de admissão. Apesar de toda a controvérsia, a cerimônia não foi barrada, pois isso seria uma violação da Primeira Emenda da Constituição dos Estado Unidos, que prega a liberdade de expressão.


Para que o culto fosse realizado, no entanto, os seguidores teriam que respeitar os códigos envolvendo o uso de fogo, no que diz respeito à nudez pública e também não poderiam realizar qualquer tipo de derramamento de sangue - como sangria de animais.


O grupo satânico Dakhma de Angra Mainyu afirmou que o objetivo da realização de um evento deste tipo era abordar a questão da liberdade religiosa e do culto e também desmistificar a imagem que o público em geral possui sobre certos rituais. 


"Um dos ditames da igreja não é apenas para educar os membros, mas para educar o público e para desmascarar a imagem que Hollywood projeta de nossas crenças", disse um dos co-fundadores do grupo, Adam Daniels, à ABC News.


De acordo com os participantes, o satanismo é muitas vezes confundido com a feitiçaria ou mesmo vodu. Eles acrescentam que a imagem popular de satanistas como seres sinistros e sanguinários é em grande parte uma criação ficcional e sensacionalista de Hollywood. 


Os seguidores deste tipo de crença defendem que "Satanás é um símbolo da liberdade pessoal e individualismo", baseando-se em sua descrição como um anjo caído rebelde na teologia cristã. Satanás, neste contexto, não é visto como um símbolo do mal, mas como um herói e livre pensador, que rejeitou um governante dominador em favor do livre-arbítrio.


Por outro lado, líderes religiosos em Oklahoma acreditam que os satanistas estão “zombando” do cristianismo com sua rejeição às religiões ditas “oficiais”, sobretudo, o catolicismo. 


Para colocar mais lenha nesta fogueira na cidade, um outro grupo, chamado Templo Satânico, está querendo construir uma estátua de Satanás, de sete metros de altura, perto do monumento dos Dez Mandamentos. 


A estátua está em construção, mas ninguém garante que sua construção será terminada ou que chegará ao fim sem passar por várias polêmicas ou ações judiciais.




Fonte: History

Conheça a história do Halloween



A festa das bruxas teve início com os povos que habitaram a Gália e as ilhas do Reino Unido entre 600 a. C e 800 d.C Mas quem criou as marcas atuais do Halloween com as abóboras e a famosa frase “doçuras ou travessuras”, foram os norte-americanos, que popularizaram a comemoração e a cultura desta festividade, que antigamente não tinha relação com bruxas. 


Era uma festa do calendário celta da Irlanda, o festival do Samhahin, celebrado entre 30 de outubro e 2 de novembro e marcava o fim do verão (samhain significa o fim do verão).


A invasão das ilhas da Grã- Bretanha pelos Romanos (46 A.C.) acabou mesclando a cultura latina com a celta. Em fins do século II, com a evangelização desses territórios, a religião dos Celtas, já tinha desaparecido na maioria das comunidades.


No ano de 840, o Papa Gregório IV  ordenou que a festa de Todos os Santos (primeiro dia de novembro) fosse celebrada universalmente. 


Como festa, este dia também ganhou a sua versão vespertina ou vigília, que prepara a festividade já no dia  anterior (31 de outubro). Na tradução para o inglês, essa vigília era chamada All Hallow’s Eve (Vigília de Todos os Santos), passando depois pelas formas All Hallowed Eve e “All Hallow Een” até chegar à palavra atual “Halloween”.


Por ser uma festa pagã foi condenada na Europa durante a Idade Média, quando passou a ser chamada de Dia das Bruxas. 


Aqueles que comemoravam esta data eram perseguidos e condenados à fogueira pela Inquisição. Com o objetivo de diminuir as influências a igreja cristianizou a festa, criando o dia de finados (2 de novembro).





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...