sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Leoa pode desenvolver juba, aponta revista científica






Uma das maiores 'certezas' do mundo animal pode estar com os dias contados. Nem sempre os leões agora podem ser identificados somente pela juba. A fêmeas também passaram a desenvolver a cabeleira.


Um grupo de cientistas liderado pelo zoólogo britânico Geoffrey Gilfilla, da Universidade de Sussex, observou um grupo de cinco leoas com juba e comportamento masculino em Moremi, Botsuana.


O estudo do zoólogo foi publicado na revista African Journal of Ecology com imagens de leoas idênticas aos reis da selva.


A revista explica o provável fenômeno do cabelo nas fêmeas: um elevado nível de testosterona.


Os machos castrados produzem menos hormônio masculino e sua cabeleira desaparece. A juba cresceu em uma leoa que vive no Jardim Zoológico Nacional da África do Sul, em Pretória. As análises veterinárias revelaram a existência, em seus ovários, de uma anomalia que estimulava a testosterona. Depois de retirados, a leoa voltou a ter aspecto feminino.


Geoffrey estuda a comunicação entre os felinos do delta do rio Okavango. Caso consiga estabelecer uma conexão, poderá gravar os rugidos para usar em alto-falantes e assim afugentar os leões quando estes se aproximarem do gado, evitando serem mortos por fazendeiros.




Fonte: Rede TV

Um comentário:

Pilar Cavalcanti disse...

Triste pelas leoas. Perderam o belo. Triste pelos leoes mortos pelos fazendeiros. Revolta na real...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...